Utilizamos cookies próprios e de terceiros para oferecer nossos serviços e coletar dados estatísticos. Continuar navegando implica aceitação. Mais informação Aceitar
Notícias
27-09-2018

4 RAZÕES PARA ESCOLHER BOMBAS PNEUMÁTICAS DE DUPLO DIAFRAGMA PARA PROCESSOS QUÍMICOS


As melhorias recentes e baixos custos de manutenção proporcionam uma vantagem competitiva para as bombas pneumáticas de membrana duplo ou membrana.


Desde a sua invenção em 1955 como uma bomba de mineração, a bomba pneumática de duplo diafragma (AODD) da Wilden e distribuída pela Hydromethos, ganhou uma enorme reputação como a tecnologia ideal para aplicações utilitárias, auxiliares ou básicas de manuseamento e transferência de líquidos. As bombas AODD destacam-se neste tipo de aplicações porque possuem características de projeto que permitem uma operação simples, sem vedantes mecânicos, possibilidade de autoescorvamento, função seca, alcançar uma elevação de aspiração até 9 metros, resistir às condições de bombeamento da cabeças mortas, operarem submersas e passam sólidos até 76 mm de diâmetro.

As empresas não demoraram a perceber as vantagens destas características operacionais em muitas aplicações de processo e porque as bombas AODD são verdadeiras bombas de processo capazes de operar de forma eficiente, confiável e segura numa ampla gama de aplicações críticas. As bombas AODD também alcançam o ponto de operação ideal em muitas das tarefas de manuseamento de fluídos que prevalecem na indústria de processamento químico.

Existem quatro áreas chave onde as bombas AODD geralmente superam outras tecnologias em termos de operação eficiente, confiável e económica. As fábricas de produtos químicos que procuram otimizar as suas operações devem considerar as vantagens que as bombas AODD podem oferecer em diferentes áreas.

1. A importância do ar

Como o próprio nome sugere, a operação das bombas AODD é baseada em ar comprimido, que pode ser encontrado na maioria das fábricas de processamento químico em todo o mundo. Aproveitar este ar pode tornar a bomba AODD um dispositivo plug-and-play que não requer atualizações de infraestrutura. Adicionalmente, a utilização de ar para alimentar a bomba é a principal fonte de uma das suas capacidades mais cobiçadas: a capacidade de interromper o avanço sem danificar a bomba, o sistema ou o fluído. Isto torna as bombas AODD fáceis e flexíveis de operar.
Manter baixa a utilização de é crítico para um ambiente saudável, e os recentes avanços tecnológicos deram passos significativos para alcançar estes objetivos. Os avanços concentraram-me numa deficiência do funcionamento da bomba AODD. No final de cada curso da bomba, uma pequena quantidade de ar é consumida, o que não contribui para o movimento do fluído. Imagine pisar no acelerador num veículo que está no gelo; as carros giram, mas o carro não se mexe.

O nosso sistema de distribuição de ar redesenhado resolve este problema com um carretel de controlo de ar que reduz a quantidade de ar permitida na bomba no final da operação, reduzindo a quantidade de energia desperdiçada tradicionalmente perdida na atmosfera.

Isto permite que a bomba AODD consiga uma economia até 60% no consumo de ar, melhore a capacidade de elevação de sucção da bomba e permite que a bomba lide melhor com as altas pressões de entrada, proporcionando mais desempenho por metro cúbico por hora (m3/h) de ar consumido do que os AODD que possui tecnologia tradicional de distribuição de ar.

2. Baixos custos de manutenção graças à correta seleção do diafragma

As bombas de diafragma têm um benefício exclusivo quando comparadas a muitas tecnologias de bombas rotativas, estas não exigem vedante. A eliminação da necessidade de juntas mecânicas ou selos significa que os custos de manutenção tendem a ser baratos e pouco frequentes. Combinados com a facilidade de operação, os AODDs são um tipo de bomba “set-and-forget, desde que os diafragmas apropriados sejam selecionados para a aplicação. A escolha do material do diafragma, a forma e o design da bomba desempenham um papel importante.

Juntamente com os avanços no design e operação da distribuição de ar, as melhorias feitas na construção e função do diafragma ao longo dos anos foram significativas. A principal delas é que os diafragmas de longa duração (projetados para uso em atividades de processamento químico) exigem menos manutenção, o que reduz os custos de reparação.

Uma bomba de diafragma de pistão tem um pistão externo que é completamente encapsulado dentro do material de elastómero termoplástico (TPE) do diafragma, o que proporciona várias vantagens. Primeiro, o projeto elimina o fenómeno conhecido como abrasão externa do pistão, que é quando o pistão externo se esfrega contra o diafragma conforme este se desloca e com o passar do tempo, como uma lixa, desgasta o material. A remoção do pistão externo elimina este modo de falha, aumentando drasticamente a vida útil do diafragma. Em segundo lugar, também elimina um ponto de fuga conhecido em projetos tradicionais de membrana em torno do pistão externo, melhorando a segurança geral ao manusear produtos químicos perigosos. Finalmente, o projeto elimina uma área ao longo do pistão externo, onde o fluído bombeado pode ficar preso.

Por último, o tempo de inatividade e a manutenção que as falhas não planeadas podem incorrer são tipicamente mais custosas para o operador da instalação do que as peças de reposição necessárias para manter a bomba AODD funcionando. O uso destes novos designs permite que a bomba funcione por mais tempo antes de exigir a manutenção do diafragma e resulta diretamente num resultado final mais saudável.

3. Versatilidade e compatibilidade

Por definição, o processamento químico requer a realização de algumas das operações industriais mais complexas do mundo. Uma das operações mais importantes é a transferência de líquidos ao longo da cadeia de produção.

Devido à importância de numerosas operações de transferência de fluídos em toda a cadeia de fabrico de produtos químicos, os operadores das instalações precisam identificar a melhor tecnologia de bombeamento para o trabalho. A tecnologia deve possuir a versatilidade necessária para operar de maneira confiável e eficiente em qualquer número de pontos na hierarquia de produção.

As bombas AODD podem oferecer uma série de vantagens operacionais:

  • São adequadas para utilização com fluídos de alta viscosidade e podem lidar com fluídos que variam de líquidos semelhantes a água a líquidos de viscosidade média e muito alta.
  • Podem secar e remover as linhas de descarga sem danos. Se as pressões se tornarem muito altas, a bomba simplesmente parará de funcionar, mas não romperá.
  • São dispositivos simples e o seu controlo é baseado apenas em operadores de solenoides, contadores de ciclos de bombas e conjuntos de amortecedores de sobretensões.
  • Os seus custos operacionais podem ser menores quando todos a manutenção, acessórios e controladores estão incluídos e, em muitos casos, o seu custo total de propriedade é menor durante toda a sua vida útil em comparação com os estilos de bombas concorrentes.
Adicionalmente, alguns dos estilos de bombas AODD foram projetados para serem substituições direta de parafuso a parafuso e de tubo a tubo em sistemas de bombeamento existentes. Isto faz dos estilos de bomba AODD uma maneira económica de melhorar o desempenho da transferência de fluídos, ao mesmo tempo em que obtém os benefícios inerentes à operação de uma bomba AODD que possui um avançado sistema de distribuição de ar. Estes benefícios incluem a redução do consumo e das despesas de ar, a otimização do manuseamento e a contenção de produtos e a redução dos custos de manutenção e substituição.

Por fim, o design e o funcionamento das bombas AODD permitem a transferência de uma ampla gama de líquidos com diferentes características de manuseamento. Um dos mais proeminentes é a viscosidade, ou a espessura do líquido que está a ser transferido. A operação das bombas AODD praticamente elimina o deslizamento do produto, independentemente da viscosidade do fluído, uma vez que as válvulas de retenção de esfera da bomba controlam a transferência do fluído. Por outro lado, as tecnologias de bomba de engrenagens, parafuso e lóbulo usam tolerâncias fixas para controlar o deslizamento, o que significa que estas serão menos propensas a se ajustarem adequadamente às mudanças de viscosidade.

4. Construção de bombas


A qualidade da construção da bomba é fundamental no manuseamento de produtos químicos perigosos, e o uso de uma bomba projetada com os materiais certos é importante para a segurança de uma planta. Para satisfazer estas exigências, as bombas AODD estão disponíveis numa ampla gama de materiais de construção para responder a uma variedade de necessidades de manuseamento de produtos químicos. Os materiais comuns das bombas químicas incluem polipropileno, Kynar, aço inoxidável, ferro dúctil e Hastelloy, e algumas empresas têm a capacidade de oferecer materiais especiais, como super duplex, quando materiais verdadeiramente exclusivos são necessários para garantir processos de produção ininterruptos e segurança do pessoal da fábrica.

Se forem necessárias bombas de metal, um material negligenciado no mundo dos processos químicos é o ferro dúctil, que funciona bem em faixas de aplicação de 4 a 10 pH ácido e básico. Enquanto a compatibilidade química estiver correta, os operadores que utilizam bombas de ferro dúctil podem obter todos os benefícios do aço inoxidável, mas a um custo de compra menor.

Um design aparafusado não depende, como mencionado acima, de juntas ou vedantes mecânicos caros para evitar fugas. Neste caso, o benefício mais importante das bombas aparafusadas é a sua capacidade de oferecer um dos mais altos níveis de contenção de produto. Isto é crítico por duas razões principais: muitos produtos químicos em bruto ou acabados são produtos de alto valor e qualquer perda através de fugas pode ser prejudicial para o resultado final da operação e, segundo, a maioria dos produtos químicos pode ser prejudicial aos seres humanos e ao meio ambiente.

Tecnologia Go-To

Graças ao seu design simples, mas inovador, a bomba AODD provou ser capaz de responder de forma consistente às exigências dos processadores químicos enquanto construía uma reputação como uma tecnologia de bombeamento go-to, onde são necessárias as capacidades básicas de transferência de fluídos. A bomba AODD, que possui estabilidade de notáveis ​​características de desempenho, e tornou-se uma tecnologia de primeira escolha para fabricantes de produtos químicos que procuram uma bomba que minimize o consumo de ar consciente dos custos com taxas de produção confiáveis.

Outras Notícias